29 de mar de 2012

Minha opinião fecal sobre a regulamentação do design

Dia 28/03/2012 foi regulamentada o exercício da profissão de designer, qualquer designer que exerça a atividade sem diploma, ou com menos de 5 anos de experiência estarão exercendo a atividade ilegalmente.

Foto coleydude

Sabe o que eu digo sobre isso? Grande porcaria!

Vamos aos fatos:

Muitas pessoas dizem que isso é bom, pois o mercado está muito saturado de micreiros e a concorrência é desleal, visto que os micreiros cobram  preços absurdamente baratos e impraticáveis. Grande coisa, os micreiros sempre estiveram por aí e nunca me impediram de pagar minhas contas, nunca me impediram de trabalhar... Se você já perdeu uma oportunidade para um micreiro, das duas uma: ou o micreiro é melhor do que você (conviva com isso e melhore) ou a pessoa que contratou o micreiro (ludibriada pelo preço baixo) irá se arrepender, voltará atrás e chamará você de novo (isso já aconteceu comigo).

Com a regulamentação do design, "só poderá trabalhar na área que tiver diploma" (já explico o porque das aspas), será que é realmente necessário? Para um engenheiro trabalhar, ele precisa de diploma... Claro, ele precisa comprovar que sabe fazer os cálculos necessários para que o viaduto não caia quando você estiver passando em cima. Um médico, para exercer sua profissão, também precisa ser formado... Claro, antes de abrir seu peito, ele precisa comprovar com seu diploma que sabe o que está fazendo. Agora me responda, porque um designer precisa de diploma??? Para provar que sabe combinar cores? Para provar que sabe criar layouts acessíveis e usuais? Isso não faz sentido nenhum.

Mais pessoas em geral serão prejudicadas com a regulamentação do que sem ela.

Imaginem o seguinte, você é pobre, como a maioria dos brasileiros... Você quer começar a trabalhar com design, porém você não pode entrar numa empresa porque não tem diploma, e também não tem dinheiro para pagar uma faculdade, papai e mamãe também não tem... O que você fará? Arrumará um trabalho qualquer (pião) para poder pagar a faculdade, mas isso nem sempre dá certo, as vezes o salário não é o suficiente, você perde muito tempo seguindo outra carreira, e quando entra na faculdade já está velho demais para o mercado.

É por isso que eu sempre digo, que infelizmente nesse país, o pobre nasce para ser pião, cada vez mais as oportunidades estão se fechando.


Foto Kalexanderson


Falando de mim

Eu não tive papai e mamãe que pagassem faculdade, eu quase arrumei um trabalho qualquer para paga-la, mas eu consegui aprender alguma coisa com minhas próprias pernas, eu fui atrás de livros, tutoriais, li muito e finalmente consegui um trabalho em uma agência pequena. Com 2 anos de experiência eu entrei numa faculdade, e sabe o que eu aprendi lá? Porcaria nenhuma! Agora me digam uma coisa, se fosse hoje, como eu arrumaria emprego nessa pequena agência se eu não tivesse cursando uma faculdade (para fazer um estágio) ou se eu não tivesse um diploma (para entrar como efetivo).

Agora esqueçam tudo o que leram

Sim, esqueçam tudo, porque acho que como de costume, esta lei não mudará tanta coisa, e muitas empresas (pequenas e médias) continuarão contratando bons profissionais sem diploma ou micreiros dispostos a aprenderem, sabe como é... Brasil!

Eu sempre falo, o importante para o designer é seu portfolio, e não seu diploma!

6 comentários:

  1. Não creio que isso mude agora, mas a médio prazo sim. O salário pode melhorar sim, pq terá um piso que deverá ser respeitado. Vão ter regras a serem cumpridas, uma lei que poderá ser discutida e melhorada. O nome disso é respeito, algo que se deve ter por qq profissional. Quanto a faculdade ensinar ou não, lamento que vc não tenha tido sorte com a sua. Eu tive muito com a minha. E digo mais: você conseguiu ser valorizado no seu emprego, aprendeu muita coisa. Mas saiba que a maioria dos empregos não fazem isso. Vc não imagina o quanto é frustrante exercer a profissão ao lado de micreiros que sabem apenas usar as ferramentas, mas sequer têm argumentos concretos para defender suas criações. E seu salário é tão baixo quanto os deles. Porque os empregadores (escravocratas) preferem pagar pouco por um trabalho que eles nem sabem o que representa. Falta conhecimento sobre isso, sobre a profissão, e a regulamentação pode ajudar, e muito, se as coisas forem bem encaminhadas. Concordo que há bons micreiros no mercado, mas saiba que o designer faz muito mais do que apenas saber usar o Photoshop, Ilustator, Corel e afins. Não são somente tabelas de cor, nem "logomarcas", folders ou ilustrações. São conceitos baseados numa gama de conhecimento que, por mais auto-didata que o cara seja, é difícil de aprender. Assim como somente fazer uma faculdade também não vai lhe dar esse saber. Se vc se enquadra no perfil de designer, vai agradecer por essa regulamentação quando seu patrão reconhecer em você um profissional diferenciado e lhe der um aumento. Sei que isso pode demorar, mas desejo que você esteja vivo e ativo na profissão. Boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por expressar sua opinião, todas elas são muito válidas!
      De uma coisa está certo, vamos esperar para ver... não tem como saber de muita coisa ainda!

      Excluir
  2. Concordo com os dois!

    Realmente, tem muita gente que não é um designer diplomado e faz muita coisa. Mas não sabe o que está fazendo. O conhecimento é bom: aliado a criatividade. Não sou designer, mas pretendo ser, se não cursar Letras na Universidade. Gosto muito da área do designer.

    Eu sei que tem muita gente que mexe com 3Ds Max, Cinema 4D, Softimage, Modo e muitos outros. E sabemos o quão caros são estes softwares. Sabemos também, que a maioria dos brasileiros dispostos a aprender estas ferramentas não possuem o capital para comprá-los, pois como irão aprender? Compram livros sobre os programas, assistir a tutoriais pelo Youtube ou Vimeo. Procuram por licenças PLE dos programas 3D ou editores de imagens. E, em outros casos, recorrem à meios ilícitos, usando programas pirateados. Isso é uma realidade.

    O brasileiro que se dispõe a ingressar no mundo do designer e/ou área da computação gráfica irá recorrer a isso. Eu sei que tem várias ferramentas livres, mas muitas empresas preferem os programas pagos.

    Um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí, concordo com você cara! Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  3. "Agora me responda, porque um designer precisa de diploma??? Para provar que sabe combinar cores? Para provar que sabe criar layouts acessíveis e usuais? Isso não faz sentido nenhum."
    Desculpe, mas se tu acha que um designer só precisa saber fazer isso, tu deveria aprofundar mais teus conhecimentos antes de sair gongando a nossa profissão por ai. Pesquisa sobre design de sinalização, ergonomia, design para segurança, mídia impressa de grandes veículos de comunicação, identidade visual de grandes corporações, interface digital, design emocional, design de produto... Tudo isso tem um motivo importante justificável para ser do jeito que é. Não é pq tem médico que coloca silicone que a medicina é fútil, não é pq um arquiteto ou engenheiro planejam uma loja de luxo que arquitetura e engenharia são dispensáveis na hora de construir uma escola ou hospital, então não é pq um designer escolhe a melhor cor pro fundo de um site qualquer que os outros trabalhos da profissão serão considerados fúteis e relevantes. E não é só pelo micreiro que a gente quer a regulamentação, isso envolve piso salarial, plano de carreira, fiscalização, participação em concurso público e um monte de coisa que outras profissões tem. Essa luta já tem mais de 40 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Anônimo, você não entendeu o espírito da coisa, um ser humano pode ser um bom designer e fazer tudo isso sem ter um diploma, o que vai mostrar se ele faz um bom trabalho é seu portfolio, isso sim comprova que ele sabe fazer tudo isso que você quis citar, e não seu diploma!

      Conheço muitos "designers" que gostam de se vangloriar porque fizeram "Belas Artes da vida" que não sabem nem segurar num lápis e acham que design é medido por skills no photoshop e é caracterizado pela roupa que usa.

      Excluir